09/08
2013

Como é morar em casas de madeira? + Retrospectiva de uma metamorfose ambulante!

Sempre que eu posto fotos da minha casa, recebo milhões de emails,muitos leitores curiosos querendo saber como é morar em uma casa de madeira, os prós e contras, como pintar etc etc etc. Resolvi então matar a curiosidade de vocês e contar tudinho neste post aháaa.

Antes de mais nada, preciso dizer que morar em uma casa de madeira é exatamente igual a morar em uma casa de tijolos, fora o fato de que o RAFA acha que o lobo vai soprar a nossa casa e ela vai pelos ares (kkkkk), tudo igual, igualzinho a de qualquer outra casa.

Quando eu mudei para cá, ela estava precisando de muitos reparos. Trocamos a madeira dos quartos, banheiro e cozinha. Depois, pintamos nós mesmos ela inteirinha. Nessa época, eu não tinha tanta intimidade com tintas, pinturinhas, rolos e todo o resto do universo “faça você mesmo”. O fato da minha casa ser de madeira ajudou muito, pois é  muito mais fácil do que você pode imaginar pintar uma casa de madeira.

Eu não lixei ela inteira não, apenas algumas partes mais necessitadas. Também não apliquei uma seladora antes, embora hoje eu recomende isso, ok? Simplesmente compramos uma tinta especial  (esmalte sintético) para madeira e lá fomos nós, um casal inexperiente na pintura, mas com muita vontade de deixar a casa nos trinques, rs!

Com boa vontade, dedicação e muito amor, logo ela ficou assim, branca, branquinha da silva.

Quando acabamos de pintar, eu engravidei. Então atropelamos um pouco a fase da decoração e fomos improvisando com o que já tínhamos. Reaproveitei móveis da minha família, garimpei outros, fizemos capas para os velhos sofás e nos divertimos de montão, pode apostar!

 

Com o passar dos meses, fui sentindo na prática os prós e contras de morar em uma casa de madeira. Para começar, acho que o que mais me chamou a atenção foi a acústica. O Cláudio falava do quarto e eu ouvia como se ele estivesse na sala, ahahaha. Isso realmente ainda não chegou a me incomodar!

Fora isso, percebi que a casa fica muito quente no verão, mas também estranhamente gélida no inverno. Ainda não procurei uma resposta científica, por isso não me pergunte o porquê, rs!

A manutenção da casa também se mostrou como de qualquer outra casa. Ainda não tivemos que trocar a madeira e acredito que não precisaremos fazer isso durante um bom tempo.

Agora Como vocês podem perceber, desde que eu me mudei, já realizei várias transformações por aqui. Troquei os móveis, mudei tudo de lugar, pintei paredes, tapetes novos. CONCLUSÃO: a minha casa é uma metamorfose ambulante, rs!

Sinceramente, eu adoro morar em uma casa de madeira. Acho um charme e me permite mudar com facilidade, coisa que amo fazer! Eu posso brincar à vontade, deixar a madeira ao natural para  um toque rústico, uma pitada country em plena barra da tijuca.Ou ainda,  pintar tudo de branco e caprichar nos detalhes para uma decoração mais romântica!

Créditos imagens: Revista Decorar mais por menos

 

Romântica, branca ou verde, clean, ou repleta de objetos. O importante é aqui em casa, independente dela ser de madeira ou não, estamos sempre cuidando de tudo com muito carinho e AMOR. O resto é o resto, rs!

Mais alguma  dúvida? Rs!

Beijo, beijo, beijo

Artigos relacionados

Como decorar a casa? Casas decoradas e lindas!

3 de julho de 2017

Decoração de salas em tons pastel e… Casa colorida, casa decorada com cores e amores! Hoje vamos fazer um inspirador passeio virtual em três casas decoradas lindinhas, cada uma com um estilo de decoração diferente, mas as três super charmosas. Na fachada, tijolinhos dão um toque, dentro da casa, a decoração em tons pastel é […]

Continue Lendo

Decoração rústica inverno 2017 + 14 projetinhos diy

25 de junho de 2017

 Inspire-se com muita decoração rústica e 14 projetinhos Diy para você copiar! 1. Salas decoradas para o inverno Friozinho batendo, hora de preparar o guarda-roupa de inverno e também a casa. Mas a casa? Sim, sim, sim, claro! No inverno, uma pitada de decoração rústica deixa a sua casa mais aconchegante e convidativa, um verdadeiro […]

Continue Lendo