11/12
2012

Decoração da cozinha- notícias de uma mutante!

 

Outro dia recebi um puxão de orelha de uma leitora do blog: “poxa, Isabela, você não tem mostrado quase nada das suas invenções na casinha”. Aiaiaiaiiaia isso é verdade.!!!

Não tenho mostrado porque simplesmente sou mega-detalhista,  só gosto de mostrar tudo prontinho, limpinho, perfeitinho.  A minha casa continua um verdadeiro canteiro de obras, rs. Ainda tenho muito o que fazer por aqui. Mas tempo que é bom, pouquíssimo é o que me sobra.

Agora a cozinha está quase pronta, uebaaa! Pequenas foram as mudanças, mas o resultado tá ficando como eu esperava.

Faltam apenas pregar e forrar algumas prateleiras, encontrar um tapete charmosinho, acessórios fofos e colocar a cortina no lugar. Acabei desistindo da ideia de pintar a minha parede de madeira. Conclui que ainda não enjoei o suficiente para isso, rs!

Agora vamos ao que interessa…

A primeira pequena mudança foi dar um up na minha porta que já estava detonadinha.Eu sempre desejei ter loucamente uma parede pintada com tinta de quadro negro. Como aqui em casa é tudo de madeira, não ia dar muito certo não! A solução? Pintar um pedacinho da porta branca. Assim posso escrever os meus recadinhos diariamente, pensamentos, frases e até os desenhos do Rafa. Adooooro!

Quer saber a tinta que eu usei? O PAP completo? Peraí que logo logo eu vou te contar tudinho…

Só da mais uma olhadinha aí. Que tal? O que me diz? Hum hum?

 

Agora que você já viu a minha invenção em todos os ângulos, vamos ao PAP.

Como fazer um “quadro negro” caseiro:

Material necessário– 1- Rolinho de 10 cm, lixa, fita crepe, tinta escura fosca- pode ser verde escolar ou cinza gafite.

Eu acabei usando a sobra da tinta do quarto do Rafa. Um esmalte sintético da Iquine que rende horrores, uma maravilha!

Antes de começar a se aventurar com o rolinho, marque com a fita crepe para separar o espaço que vai receber a pintura. Você pode fazer marcando com a ajuda de uma régua + lápis, ou simplesmente “no olho”, como eu fiz. Depois, lixe bem a superfície que vai receber essas camadinhas de tinta ( essa é parte chatinha do processo). Feito isso, bora colocar os rolinhos em ação, rs.

 

 

Comprei essas prateleirinhas na Leroy Merlin por um precinho maravilhoso.

Agora só falta mesmo investir em latinhas bonitinhas para guradar os alimentos. Tudo muito prático, ao alcance dos olhos e das mãos!

Ah, resovi deixar as prateleiras na madeira mesmo para combinar com o resto da Decor. Mas é lógico que não vou resistir por muito tempo, né? Rs!

!Quando enjoar, jogo uma corzinha nelas! Ah, e por falar em enjoar, olha aí o novo lugar do armarinho que estava no corredor.

Agora ele virou o armário do Rafa, a despensa particular do meu pequeno levado!

 

 

 

O tecido escolhido para as prateleiras, cortina e outras coisitas…

 

Ah, o armário também ganhou uma pinturinha Anti-menino arteiro, sapeca. Não foi uma tarefa fácil não, confesso. Lixar e lixar e lixar a fórmica amarelada do velho armário. Depoia, aplicar uma, duas, três, quatro camadas de tinta, ufa! Cansativo, mas na terceira mão contei com uma ajuda pq já estava cansada D+.  Resolvi pintar de grafite pq já tinha a tinta aqui em casa, pq adoro essa cor e também porque precisava muito que o armário fosse escuro para aguentar as artes do Rafa, rs. Apesar do trabalhão, adorei o resultado!

 

 

Gostaram?

Em breve mais notícias da minha casa mutante. Aguardem…

Agora vamos a nossa dodita de inspiração diária!

Cabeça nas nuvens

Fonte: Blog Casa montada

 Uma cabeceira simples de fazer e charmosíssima!

Pensamento do dia:

” Esqueça essa história de querer entender tudo.
Em vez disso, VIVA,
em vez disso, DIVIRTA-SE!
Não analise, CELEBRE!”

Osho

Beijo, beijo, beijo

Artigos relacionados

Protegido: Como ficou o meu banheiro Incepa

12 de dezembro de 2017

Não há resumo por ser um post protegido.

Continue Lendo

Como se organizar para ter uma vida mais saudável

19 de novembro de 2017

Ser saudável é mais do que estar na moda. Cá entre nós, é uma belezinha saber que a tendência de ser saudável esteja pegando, não é mesmo? É claro que, quando falamos nesse assunto, já aparecem logo dois grandes problemas:   Como economizar, já que “ser saudável” custa caro? Como vou conseguir me alimentar bem […]

Continue Lendo